o-sapo-foi-ao-kilamba-curtir-o-festival-tigra-beats

Harvey Weinstein esbofeteado em restaurante no Arizona

Segundo o TMZ, especializado em informação sobre famosos, o incidente teve lugar num restaurante localizado num luxuoso ‘resort’ de Paradise Valley, uma povoação no Arizona conhecida pelos seus campos de golfe.

O portal afirma que o produtor, que estará a receber tratamento no Arizona, estaria a jantar por volta das 21:00 (04:00 de quarta-feira em Lisboa) quando um homem identificado como Steve lhe pediu para tirar uma fotografia, acabando por se esbofeteado depois de ter recusado a oferta quando se levantou depois de acabar de jantar.

Segundo o TMZ, o homem que lhe pediu para tirar uma fotografia com ele tinha “bebido bastante” e, ao ver que Weinstein se ia embora, aproximou-se e gritou: “‘És um pedaço de merda pelo que fizeste a essas mulheres’”.

Pouco depois, enquanto o produtor tentava abandonar o local, Steve deu-lhe duas bofetadas.

A agressão foi gravada em vídeo porque, antes de ir atrás de Weinstein, o homem pediu ao seu amigo para pegar no telemóvel e estar atento ao que ia acontecer.

A representante de Weinstein, Sallie Hofmeister, disse ao jornal The Arizona Republic, numa resposta escrita, que o artigo do TMZ “era rigoroso”, mas declinou tecer comentários adicionais.

Nas últimas semanas, vários meios de comunicação social têm referido que Weinstein, de 65 anos, se encontra no centro de reabilitação The Meadows, situado na localidade de Wickenburg e que oferece tratamentos à adição sexual, de acordo com o seu ‘site’.

O escândalo em torno de Weinstein causou um verdadeiro terramoto nos Estados Unidos, levando numerosas mulheres do mundo do espetáculo e da política a denunciar casos de assédio e abuso sexual, inspirando o movimento “Me Too” (“Eu Também”)

O escândalo estalou na sequência de uma investigação do The New York Times, com o jornal a revelar testemunhos de diversas alegadas vítimas de conduta sexual inapropriada por parte do influente produtor.

Até 80 mulheres acusaram Weinstein de assédio e abusos sexuais.

O produtor está a ser investigado em Nova Iorque por uma alegada violação cometida há anos, foi despedido da empresa de cinema independente que cofundou e foi também expulso da Academia de Hollywood.

Fechar Voltar